Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros

O Castelo dos Mouros, também chamado de Castelo de Sintra, está localizado em plena Serra de Sintra e faz parte de um conjunto de monumentos que contribuem para a beleza e magnificência desta zona. A sua longa história estende-se desde o tempo dos mouros e passa por períodos de reconstrução que lhe conferiram o estilo romântico que pode ser observado nos dias de hoje. Aqui pode ainda avistar-se a vasta zona rural que se estende em volta do castelo até ao Oceano Atlântico, bem como uma vista privilegiada sobre a vila de Sintra. Pode ainda avistar-se os diversos palácios que compõem esta área como é o caso do Palácio Nacional da Pena, o Palácio de Monserrate, a Quinta da Regaleira, e ainda o Palácio Nacional de Sintra.

As primeiras fortificações

A história do Castelo dos Mouros remonta ao século X, altura em que se realizou a sua construção sob domínio muçulmano. No ano de 1147 o castelo passou para o domínio de D. Afonso Henriques em consequência da conquista das terras aos muçulmanos. Sete anos mais tarde atribuiu o foral à vila de Sintra como forma de garantir o seu repovoamento e defesa.

Castelo dos Mouros
Sergei Gussev, Wikimedia Commons

Do esplendor à ruína

Durante os séculos que se seguiram o castelo passou por algumas alterações no que diz respeito ao sistema de defesas. Estas alterações foram promovidas primeiramente durante o século XIII por D. Sancho I, filho de D. Afonso Henriques; e mais tarde, no século XIV por D. Fernando I.

Após este período, o castelo foi perdendo protagonismo, chegando até a estar desabitado durante o século XVI. O abandono do castelo foi ainda mais penoso devido à degradação que se seguiu, consequência dos terramotos registados em 1531 e em 1755.

Castelo dos Mouros
FlyingCrimsonPig, Wikimedia Commons

Da reabilitação a Monumento Nacional

Foi mais tarde, no século XIX que o castelo voltou a conhecer o seu esplendor quando foi aforado por D. Fernando II. Este promoveu obras de reconstrução do castelo de forma a corrigir o estado de degradação em que se encontrava. Para além disso, o castelo foi reconstruído de acordo com o estilo romântico, conferindo-lhe assim um estilo mais moderno.

Em 1910, o castelo e a cisterna recebem a classificação de monumento nacional, garantindo-lhe um estatuto superior de preservação do património. Mais tarde, em 1995, é reconhecido como Património Cultural da Humanidade pela UNESCO.

Castelo dos Mouros
FlyingCrimsonPig, Wikimedia Commons

Informação Geral

Morada: Estrada da Pena, Parque de Monserrate, Sintra

Horário: 09h30-20h00 (última entrada às 19h00)

Email: comunicacao@parquesdesintra.pt

Telefone: (+351) 219 237 300

Website: Parques de Sintra

Transporte: Autocarro nº 434 Scotturb

Mapa

Cronologia

→ Século X: Construção do castelo durante o período de domínio muçulmano
→ 1147: Passagem para o domínio de D. Afonso Henriques
→ Século XIII: Reforço das defesas do castelo por parte de D. Sancho I
→ Século XIV: Reforço das defesas do castelo por parte de D. Fernando I
→ Século XVI: Castelo encontra-se desabitado
→ Século XIX: Aforamento do castelo por parte de D. Fernando II
→ 1910: Castelo recebe a classificação de monumento nacional
→ 1995: Classificação de Património Cultural da Humanidade pela UNESCO

Partilhar

Deixar uma resposta

Fechar