Elevador de Santa Justa

Elevador de Santa Justa

Localizado na baixa de Lisboa, o Elevador de Santa Justa é um dos monumentos mais conhecidos na cidade. A sua arquitetura da estrutura em estilo neogótico e as cabines de madeira conferem-lhe uma beleza inigualável. Atualmente, é um dos monumentos mais visitados na cidade de Lisboa, não só pela experiência que proporciona, como também pelo excelente panorama que pode ser observado no seu topo. Além disso, permite o acesso mais facilitado entre a zona da baixa e a zona do Bairro Alto, ligando a Rua do Ouro e o Largo do Carmo.

A construção do Elevador de Santa Justa

Projetado pelo engenheiro Raoul Mesnier de Ponsard, o elevador foi construído entre 1900 e 1901. Após vários dias de testes exaustivos aos mecanismos do elevador, a inaguração teve lugar no dia 10 de julho de 1902, com a presença do rei D. Carlos I, do secretário geral do governo civil, entre outras personalidades.

Na altura, o então apelidado Ascensor Ouro-Carmo representava uma forma de acesso mais facilitado entre a zona da baixa e a zona do Bairro Alto, com uma capacidade máxima de 24 pessoas e uma duração de viagem de aproximadamente 1 minuto. Inicialmente foi gerida pela Empresa do Elevador do Carmo, empresa responsável pela sua construção e exploração, tendo sido incorporada na Companhia de Carris de Ferro de Lisboa durante a década de 70.

Foto do Elevador de Santa Justa visto da Rua de Santa Justa
Anne-Lotte O´Dwyer, Wikimedia Commons

A modernização do Elevador de Santa Justa

Nos anos iniciais de funcionamento do elevador, este movimentava-se com recurso a um motor a vapor localizado no topo da estrutura. Mais tarde, em 1907, deu-se a substituição por um motor elétrico, conferindo ao elevador um funcionamento mais modernizado. Já no século XXI, o elevador foi classificado como Monumento Nacional, conferindo assim a sua importância histórica para a cidade de Lisboa e seus habitantes.

No topo do Elevador de Santa Justa existe um miradouro, onde se pode admirar todo o panorama da baixa de Lisboa, desde o rio Tejo até à praça dos Restauradores. Na colina à frente pode avistar-se o Castelo de São Jorge, bem como o miradouro da Nossa Senhora do Monte localizado mais para a esquerda. Aqui pode também admirar-se com pormenor o exterior do Convento do Carmo localizado no final do passadiço do elevador.

Corredor de ligação ao Largo do Carmo e Elevador de Santa Justa
Bobo Boom, Wikimedia Commons

Informação Geral

Morada: Rua do Ouro, 1150-060 Lisboa

Horário: Verão (maio a outubro): 07h30 – 23h (todos os dias) | Inverno (novembro a abril): 7h30 – 21h (todos os dias)

Email: atendimento@carris.pt

Telefone: (+351) 213 500 115

Website: Carris

Transporte: Autocarro 207, 732, 736,746, 783 (Carris) | Linha Azul – Estação de Baixa-Chiado

Mapa

Cronologia

→ 1900: Início da construção
→ 1901: Fim da construção
→ 10 de julho de 1902: Inauguração do elevador
→ 1907: Substituição do motor a vapor por um elétrico
→ 1973: Incorporação do elevador na Companhia de Carris de Ferro de Lisboa
→ 2002: Classificação como Monumento Nacional

Partilhar

Deixar uma resposta

Fechar