Igreja Matriz de Alcochete

Igreja Matriz de Alcochete

A Igreja Matriz de Alcochete, também chamada de Igreja de São João Baptista, é um edifício datado do século XIV situado no centro da vila de Alcochete. Inserida num estilo gótico tradicional, a igreja é composta por três naves, tecto de madeira, arcarias longitudinais e uma fachada principal em forma triangular.

Origem da Igreja Matriz de Alcochete

A igreja foi construída durante o século XIV, altura em que a corte se mudou para Alcochete devido aos surtos de peste negra que eram frequentes em Lisboa, tendo sido o local de nascimento do rei D. Manuel I. A vila foi durante esse tempo um dos importantes centros da Ordem de Santiago, da qual D. Fernando, pai de D. Manuel I, era mestre.

Fachada principal e torre sineira da Igreja Matriz de Alcochete
Localew

Alterações no interior

Durante o século XVI, a igreja foi sendo enriquecida no seu interior com a introdução de capelas, nomedamente a de Pêro Lourenço e de Maria Lopes, tendo sido adotado o estilo manuelino na sua construção. No entanto, uma alteração de maior escala ocorreu durante o século seguinte, altura em que foi descoberta uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, que se tornou imediatamente referência de devoção por parte da comunidade local, e levando à substituição da antiga capela-mor gótica por um compartimento capaz de integrar um retábulo de grandes proporções.

Altar principal da Igreja Matriz de Alcochete
Localew

A igreja foi considerada monumento nacional em 1910, e foi objeto de recuperação durante a década de 40 do século XX, e é hoje em dia um ponto de atração para quem visite a vila de Alcochete.

Informação Geral

Morada: Largo de São João, 2890-028 Alcochete

Email: alcochete@diocese-setubal.pt

Telefone: (+351) 212 340 166

Website: Diocese de Setúbal

Transporte: Autocarro 410, 412, 413, 419, 431, 432, 437 (TST – Transportes Sul do Tejo)

Mapa

Cronologia

→ Século XIV: Construção da Igreja
→ Século XVI: Construção de capelas no interior
→ Século XVII: Substituição da capela-mor
→ 1910: Classificação de monumento nacional
→ Década de 40 do Século XX: Recuperação da igreja

Partilhar

Deixar uma resposta

Fechar