Museu de Cerâmica de Sacavém

Museu de Cerâmica de Sacavém

O Museu de Cerâmica de Sacavém, inaugurado a 7 de Julho de 2000, apresenta aos seus visitantes informação e um acervo sobre o estudo da história e da produção da Fábrica de Loiça de Sacavém e do património industrial do concelho de Loures, com desenvolvimento de diversos projetos inseridos nesta temática.

Este museu encontra-se instalado em torno do Forno 18, o qual era constituído por 10 bocas para alimentação a lenha e que foi património da antiga Fábrica de Loiça de Sacavém, inaugurada em 1856.

Foto da antiga Fábrica da Loiça de Sacavém, atual Museu de Cerâmica de Sacavém
Public domain, Wikimedia Commons

A criação do Museu de Cerâmica de Sacavém

A exposição da história da Fábrica foi a principal missão para a criação do Museu, situação que resulta do encerramento da unidade fabril e da importância de que esta teve para o desenvolvimento da localidade, pelo que foi identificada a necessidade de manter os seus vestígios para também homenagear a fábrica e os seus trabalhadores.

O espaço do museu está organizado em duas salas de exposições, auditório, centro de documentação especializado, loja, oficinas e estacionamento para os visitantes. É possível conhecer um acervo constituído por 8.000 peças e que se encontra compreendido entre 1865 e a década de 1980.

Foto do forno 18 da antiga Fábrica de Loiça de Sacavém, atual Museu de Cerâmica de Sacavém
Public domain, Wikimedia Commons

A reutilização do espaço da Fábrica de Loiça de Sacavém

A sua organização encontra-se compreendida entre dois principais núcleos, um que apresenta as peças produzidas na Fábrica de Loiça de Sacavém e um outro com os materiais e as ferramentas utilizadas na produção. Das peças que a fábrica produziu observa-se elementos de loiça decorativa, loiça doméstica, loiça de higiene e sanitária e cerâmica de revestimento. Quanto aos materiais e ferramentas utilizadas na produção estão disponíveis maquinarias, materiais de experimentação e do laboratório, moldes de gesso e madeira, pigmentos originais e diversos instrumentos de trabalho.

Todo este património industrial existente contribuiu para o Museu de Cerâmica de Sacavém ser distinguido em 2002 com o prémio internacional Luigi Micheletti, do European Museum Forum.

Foto do forno 18 da antiga Fábrica de Loiça de Sacavém, atual Museu de Cerâmica de Sacavém
Filipe Rocha, Wikimedia Commons

Informação Geral

Morada: Urbanização Real Forte, 2685 Sacavém

Horário: Aberto de Terça a Domingo entre as 10h00 e as 18h00 | Encerrado para almoço entre as 13h00 e as 14h00

Email: dc@cm-loures.pt

Telefone: (+351) 211 151 082 / (+351) 211 151 083

Website: Câmara Municipal de Loures

Transporte: Autocarros 708, 26B (Carris); 301, 302, 308, 309, 310, 313, 316, 317, 318, 319, 321, 701, 750 (Rodoviária de Lisboa). Comboios Linha de Azambuja – Estação de Sacavém (CP)

Mapa

Cronologia

→ 1851: Pedido de “alvará de patente como introdutor do fabrico de cal Hydraúlica, cimento e purcelanas artificiais” por Manual Joaquim Afonso após a instalação do caminho-de-ferro em Sacavém
→ 1854: Compra de fábrica de Loiça em Lisboa, por Manuel Joaquim Afonso, empresário e industrial vidreiro da Marinha Grande
→ 1856: Inauguração da Fábrica de Loiça de Sacavém
→ 2000-07-07: Inauguração do Museu de Cerâmica, em memória da fábrica de faiança portuguesa
→ 2002: European Museum Forum atribui o prémio internacional Luigi Micheletti dado o património industrial existente

Partilhar

Deixar uma resposta

Fechar