Museu Nacional de Etnologia

Museu Nacional de Etnologia

O Museu Nacional de Etnologia disponibiliza um acervo com objetos que têm origem de diversos locais do mundo, sendo indissociável da história da antropologia portuguesa. As principais coleções deste museu permitem observar e interpretar um conjunto de peças que se referem ao domínio da cultura material em contexto português, tais como equipamentos das atividades agro-marítimas, arados, sistemas de atrelagem, generalidade da alfaia agrícola e tecnologia têxtil. O seu acervo ainda engloba peças provenientes de outros países, em resultado das campanhas que foram realizadas ao longo dos anos.

A criação do museu teve origem na exposição “Vida e Arte do Povo Maconde”, que exibia um conjunto de objetos obtidos no âmbito das missões de estudo das minorias étnicas do ultramar português, sendo que este acontecimento realizado em 1959 despertou o interesse para a abertura do museu, que viria a acontecer em 1965 com a designação Museu de Etnologia do Ultramar.

Edifício do Museu Nacional de Etnologia
Jean-Pierre Dalbéra, Wikimedia Commons

Desde a origem do museu há a ambição de revelar as culturas dos povos das diversas partes do mundo, indo além de Portugal e dos domínios ultramarinos, o que valoriza a investigação antropológica e permite prosseguir um programa museológico universalista.

No museu é possível visitar um acervo com 42.000 peças, de 80 países e 380 culturas, que estão em exposição permanente, e possibilitam observar peças como os instrumentos musicais populares portugueses, as talas de Rio de Onor, as bonecas do sudoeste de Angola, as tampas de panela com provérbios de Cabinda, as máscaras e marionetas de Mali e o teatro de sombras de Bali.

Ainda é possível visitar também exposições temporárias que permitem aprofundar o conhecimento e expor coleções e temas específicos, bem como as Galerias de Vida Rural que apresentam coleções relacionadas com a atividade agro-pastoril e as Galerias da Amazónia onde se apresentam objetos de diversos povos da Amazónia.

Informação Geral

Morada: Avenida da Ilha da Madeira, 1400-203 Lisboa

Horário: Terça-feira: 14h00 às 18h00; Quarta-feira a Domingo: 10h00 às 18h00 (Última entrada às 17h30) | Encerrado: Segundas-feiras, 1 de janeiro, domingo de Páscoa, 1 de maio, 13 de junho, 24 e 25 de dezembro

Email: geral@mnetnologia.dgpc.pt

Telefone: (+351) 213 041 160 | (+351) 213 041 169

Website: Museu Nacional de Etnologia

Transporte: Autocarros 28, 714 e 732 (Carris) | Autocarros 113 e 144 (Lisboa Transportes) | Comboios Linha de Cascais – Estação de Belém (CP)

Mapa

Cronologia

→ 1959: Exposição “Vida e Arte do Povo Maconde”, com objetos recolhidos nas missões de estudo das minorias étnicas do ultramar português
→ 1965: Criado o Museu de Etnologia do Ultramar
→ 1975: Transferência do museu de instalações provisórias para o edifício atual
→ 1976: Inauguração do edifício onde se encontra o museu
→ 1990: Alterada a designação para Museu Nacional de Etnologia
→ 2000: Ampliação do edifício, que cria espaços de biblioteca e mediática, duas novas áreas de reserva e jardim

Partilhar

Deixar uma resposta

Fechar