Museu Nacional do Azulejo

Museu Nacional do Azulejo

Fundado em 1965, o Museu Nacional do Azulejo é o museu mais importante de Portugal no que toca à exposição de azulejos. Aqui são apresentados múltiplos exemplares de azulejos desde finais do século XV até aos dias de hoje, entre eles o magnífico retábulo de Nossa Senhora da Vida e também o Grande Panorama de Lisboa, mostrando a cidade antes do terramoto de 1755. Ao visitar o Museu Nacional do Azulejo não se pode ficar indiferente à beleza do Convento da Madre de Deus, local caracterizado pela sua beleza e história.

O Museu Nacional do Azulejo está instalado no Convento da Madre de Deus, fundado em 1509 pela rainha D. Leonor, mulher de D. João II. Apesar de o convento ter sido ocupado inicialmente por freiras do Convento de Jesus de Setúbal, só no ano 1522 é que se deu a conclusão da construção da igreja primitiva do convento.

O convento foi objeto de intervenção durante os reinados que se seguiram. Primeiramente D. João III mandou remodelar e ampliar o espaço, construindo-se a nova igreja e o claustro do convento. Foram realizadas novas obras durante o reinado de D. Pedro II, principalmente de ornamentação da igreja, seguindo-se a talha dourada e a pintura realizada durante o reinado de D. João V.

Em 1755, dá-se o terramoto que assolou a cidade de Lisboa, e o Convento da Madre de Deus não fugiu à regra, tendo-se registado a destruição parcial da igreja, que foi reconstruída imediatamente.

Panorama do Terreiro do Paço, no Museu Nacional do Azulejo
Bex Walton, Wikimedia Commons

Com a extinção das ordens religiosas de 1834, todos os bens do convento passaram para a posse do Estado, tendo sido mais tarde integrados no acervo do Museu Nacional de Arte Antiga. Em 1869 dá-se a extinção do convento, sendo este adquirido pelo Estado e afetado ao Asilo D. Maria Pia. A afetação implicou a transformação do templo e das suas dependências num museu, sendo que este projeto apenas foi concretizado na segunda metade do século XX. Nesta altura foram realizadas diversas obras, permitindo a fundação do Museu Nacional do Azulejo em 1965.

Informação Geral

Morada: Rua da Madre de Deus, 4, 1900-312 Lisboa

Horário: Terça-feira a Domingo: 10h00 às 18h00 | Encerrado: Segunda-feira, Domingo de Páscoa e feriados do Ano Novo, 1º de Maio, 13 de Junho e 25 de Dezembro

Email: geral@mnazulejo.dgpc.pt

Telefone: (+351) 218 100 340

Website: Museu Nacional do Azulejo

Transporte: Autocarro 210, 718, 742, 759, 794 (Carris)

Mapa

Cronologia

→ 1509: Fundação do Convento da Madre de Deus
→ 1522: Conclusão da igreja primitiva
→ Século XVI e XVII: Obras de remodelação e ampliação dos espaços
→ 1755: Terramoto e destruição parcial do convento
→ 1834: Extinção das ordens religiosas
→ 1869: Extinção do convento
→ 1965: Fundação do Museu Nacional do Azulejo

Partilhar

Deixar uma resposta

Fechar